Mato Grosso, 26 de Fevereiro de 2021
Esportes
Sindicato dos Atletas move ação coletiva contra o Atlético-GO
30.04.2013
03:14
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

O departamento jurídico do Atlético-GO terá trabalho nos próximos dias. Além do zagueiro Leonardo, que entrou na Justiça pedindo a rescisão de contrato com o clube devido aos salários atrasados, outros atletas também usaram os meios legais para exigir seus direitos. O Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado de Goiás ingressou com uma ação coletiva na Justiça do Trabalho reivindicando o pagamento do 13º salário de 2012, e ainda nesta semana outra ação deve ser encaminhada para reivindicar os salários atrasados de 2013.

Segundo o ex-jogador do próprio Atlético-GO e atual presidente do sindicato, Marçal Filho, a entidade foi procurada por vários atletas rubro-negros nos últimos meses, e por este motivo a instituição decidiu tomar o meio legal. A ação coletiva é um recurso legal que representa várias ações individuais e acelera o processo judiciário. Marçal lamentou a atual situação financeira de seu ex-clube e reforça que o sindicato tentou negociar com o Dragão antes de utilizar a Justiça.

- Muitos jogadores procuraram o sindicato, e nós como parceiro dos atletas, ingressamos na Justiça defendendo direitos de imagem, parte dos salários, alguns até o 13º sem pagar. Agora vamos aguardar.

 Infelizmente o Atlético perdeu a receita com o rebaixamento, mas os salários continuam os mesmos, e isso trouxe problemas financeiros. A gente sempre busca o diálogo, mas é porque não tivemos uma resposta positiva. Não quero prejudicar atleta ou clube, mas em contrapartida há aqueles que precisam do emprego, fazem compromisso e não dão conta de cumpri-los porque não estão recebendo – comentou.

Segundo a advogada responsável pelo caso, Arlete Mesquita, o novo sistema de processo judicial eletrônico atrasou a ação que reivindicará os salários atrasados de 2013. No entanto, ela garante que tal ação será ingressada ainda nesta semana. De acordo com Arlete, uma audiência está marcada para junho, e nela o Atlético-GO precisará comprovar que os vencimentos foram pagos.

- A defesa terá que demonstrar os comprovantes de pagamento, ter um prazo para que eles (Atlético-GO) paguem ou que demonstrem que cumpriram o pagamento, ou então mostrar por que não pagaram. Essa primeira ação é referente ao 13º salário de 2012, e ainda há outra para reivindicar recolhimento de FGTS, salário e contrato de imagem. Não individualizamos quais são os atletas, a informação que temos é que não foi pago – explicou Arlete.

Clube aguarda notificação

O diretor jurídico do Atlético-GO, Marcos Egídio, preferiu esperar que o clube seja notificado pela Justiça para comentar sobre o assunto. Segundo ele, apenas alguns jogadores estão com os salários atrasados, os remanescentes do elenco de 2012 e os atletas com as maiores remunerações.

- Não tem como eu comentar algo. Ficamos sabendo só por boatos, não tem como ficar sabendo o teor da ação enquanto não formos notificados. Mas os salários que estão previstos na carteira de trabalho estão todos pagos. O problema do Atlético é com alguns jogadores, que tem salários maiores. Mas 80% do elenco estão com o salário em dia, os outros 20% são de jogadores que ganham muito – explicou.

Segundo a advogada Arlete Mesquita, o Atlético-GO deve ser notificado apenas alguns dias antes da audiência, que está marcada para a metade de junho. Após a vitória por 3 a 2 contra o Goianésia, o presidente rubro-negro, Valdivino de Oliveira, rebateu as cobranças dos jogadores e disse que iria quitar os salários de março.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO