Mato Grosso, 03 de Julho de 2022
Nacional / Internacional
TCU retoma julgamento sobre privatização da Eletrobras
19.05.2022
07:16
FONTE: Lucas Pordeus Leon - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Agência Brasil

    Foto: Agência Brasil

A autorização final para privatização da Eletrobras pode ser dada nesta quarta-feira (18) pelo Tribunal de Contas da União. O TCU retoma o julgamento suspenso no final de abril após pedido de vista do ministro revisor do caso, Vital do Rêgo. O ministro criticou o valor definido para venda da empresa e questionou o impacto na conta de luz dos consumidores.

 

O governo estimou em R$ 67 bilhões o valor das ações. Segundo o ministro do TCU, o valor deveria ser de R$ 130 bilhões, quase o dobro do estipulado pelo governo.

 

Segundo Vital do Rêgo, não foi incluída nos cálculos a potência total que as hidrelétricas podem produzir de energia. Já o Ministério de Minas e Energia justificou que o mercado trabalha com a geração média das usinas e não a potência total que elas podem alcançar.

 

O ministro revisor ainda argumentou que não há estudos para prever quanto ficará a conta de luz para o consumidor final após a privatização.

 

A desestatização da maior companhia energética da América Latina tem sido uma prioridade do governo. Nesta semana, o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, se reuniu com sete dos oito ministros do TCU que vão votar no julgamento. Para o presidente da Eletrobras, Rodrigo Limp, se autorizada pelo TCU, a privatização pode ser concluída em agosto.

 

Nesta quarta-feira (18), a estatal anunciou lucros de mais de 2 bilhões e 700 milhões de reais no primeiro trimestre deste ano, valor 69% superior ao mesmo período de 2021.

 

 

Um ato contra a privatização está marcado para ocorrer na frente do TCU no momento do julgamento, convocado pelo Comitê de Defesa das Empresas Estatais.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO