Mato Grosso, 28 de Setembro de 2020
Esportes
Vaiado antes do jogo, Embiid faz 26 pontos, termina aplaudido e ajuda 76ers a baterem Clippers
12.02.2020
08:26
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Vaiado antes do jogo, Embiid faz 26 pontos, termina aplaudido e ajuda 76ers a baterem Clippers

    Embiid em 2018 Fonte: Wikipédia

 

Em um jogo com Joel Embiid como personagem central, o Philadelphia 76ers venceu o duelo contra a boa equipe do Los Angeles Clippers. O camaronês entrou vaiado pela própria torcida, fez 26 pontos e saiu aplaudido no triunfo por 110 a 103. Quem também se destacou foi Ben Simmons, com um triplo-duplo (26 pontos, 12 rebotes e 10 assistências).

 

Apesar do equilíbrio da partida, o time da Filadélfia esteve em vantagem durante a maior parte do tempo. Se Kawhi Leonard foi o cestinha da partida com 30 pontos e tentou dar a vitória ao time de Los Angeles, a atuação coletiva dos Sixers fez a diferença.

 

Na apresentação dos 76ers, Embiid foi vaiado por sua própria torcida (confira no final do vídeo abaixo). O motivo: após a vitória contra os Bulls, ele postou em rede social: "Ou você morre como um herói, ou vive o suficiente para se tornar um vilão".

 

Jimmy Butler, do Miami Heat, respondeu: "Eu conheço um lugar em que vilões são bem-vindos" - se referindo à sua equipe, e Embiid concordou: "Você está certo, irmão". A conversa gerou insatisfação em vários torcedores, e ela foi refletida na quadra. Porém, a boa atuação foi suficiente para mudar o julgamento da torcida.

 

Se as atenções estavam em Embiid por conta das vaias, quem começou mandando no jogo foi outro nome dos Sixers: Tobias Harris. Após um início equilibrado, as bolas dos Clippers pararam de cair e ele não perdoou: além de uma bola de três, acertou outras quatro de dois pontos, com direito a uma cravadaça. Com 11 pontos e seis rebotes no total, o ala-pivô conduziu sua equipe a oito pontos de vantagem no primeiro quarto: 30 a 22.

 

Apesar da vantagem de oito pontos, o Philadelphia 76ers começou partindo para cima e chegou a abrir 12. Porém, o craque dos Clippers despertou. Discreto no quarto inicial, Kawhi Leonard acertou duas bolas de três em sequência. O jogo passou a ficar equilibrado, com os dois times se alternando na liderança. De um lado, Kawhi brilhou com mais uma bola de três; do outro, tocos de Harris e Thybulle reacenderam os Sixers. No fim, Kawhi fez cesta de dois e deixou tudo igual no intervalo: 54 a 54. Foram 15 pontos dele no segundo quarto.

 

No início do terceiro quarto, parecia que a vaca dos Clippers iria para o brejo. Os Sixers começaram a todo vapor e reabriram 12 pontos de vantagem, no embalo de Embiid e de Simmons, que fez um belo ponto de costas. Porém, Landry Shamet apareceu para recolocar a equipe de LA na partida: foram três cestas de três pontos em curto período de tempo. Os Sixers foram para o último período com quatro pontos na frente: 81 a 77.

 

O último quarto começou com um duelo de bolas de três. Primeiro, Richardson fez para os Sixers. Depois, duas cestas de longe de Lou Williams para o time dos Clippers. Na sequência, mais uma de Richardson - que ainda emendou bandeja para dois e fez os visitantes pedirem tempo.

 

Philadelphia voltou a abrir sete pontos, Kawhi respondeu com bela cesta, mas Richardson foi lá e fez outra cesta de três. Na sequência, mais uma bola para dois pontos e a falta. Morris respondeu com uma linda bola de três ao tirar dois marcadores da jogada; depois, discutiu com Embiid após disputa de bola, mas sem consequências.

 

Com o jogo rolando novamente, Thybulle fez cesta de três e ampliou a vantagem para 12. Quando os Clippers tentaram se animar, Embiid deu um tocaço em Marcus Morris. Foi o penúltimo grande momento do jogo: o último foi a saída do camaronês, aplaudidíssimo. Vitória de Philadelphia.

 

Philadelphia 76ers:

Campanha: 34v, 21d (5º do Leste)

Próximo jogo: quinta-feira, 20/2, contra o Brooklyn Nets, em casa.

 

Los Angeles Clippers:

Campanha: 37v, 17d (3º do Oeste)

Próximo jogo: quinta-feira, 13/2, contra o Boston Celtics, fora.

 

Zion atinge marca de craques, e Pelicans viram contra o Trail Blazers

Em uma grande virada, o New Orleans Pelicans bateu o Portland Trail Blazers por 138 a 117. A equipe chegou a estar 16 pontos atrás, mas se recuperou graças a uma belíssima atuação de Zion Williamson.

 

O calouro que foi a primeira escolha do draft em 2019, começa a mostrar seu basquete: foram 31 pontos (recorde da carreira), nove rebotes e cinco assistências. Apenas quatro atletas chegaram a essa marca aos 19 anos: além de Zion, Kevin Durant, LeBron James e Luka Doncic foram os jogadores.

 

Campanhas:

Pelicans: 23v, 31d (11º do Oeste)

Blazers: 25v, 30d (9º do Oeste)

 

Spurs superam o OKC Thunder e voltam a vencer

Após cinco partidas sem sentir o sabor da vitória, o San Antonio Spurs voltou a triunfar. A partida contra o Oklahoma City Thunder foi equilibrada, mas o time visitante se impôs no último quarto e fez 114 a 106. O grande destaque da partida foi de Oklahoma, no entanto: Chris Paul anotou 31 pontos e foi o cestinha. Do lado da equipe vencedora, LaMarcus Aldridge conseguiu um duplo-duplo (25 pontos e 14 rebotes).

 

Campanhas:

Spurs: 23v, 31d (10º do Oeste)

Thunder: 32v, 22d (6º do Oeste)

 

Wizards vencem os Bulls

Com boa atuação de Bradley Beal (30 pontos) e do japonês Rui Hachimura (20), o Washington Wizards não teve dificuldade para vencer o Chicago Bulls. Jogando em casa, a equipe liderou durante quase toda a partida e venceu por 126 a 114. O maior pontuador da partida foi Zach LaVine, com 41 pontos para o time de Chicago.

 

O brasileiro Cristiano Felício jogou por Chicago durante 22 minutos - fez dois pontos, pegou sete rebotes e deu três assistências. O ponto negativo foi o toco sofrido contra o baixinho Ish Smith.

 

Campanhas:

Wizards: 19v, 33d (9º do Leste)

 

Bulls: 19v, 36d (10º do Leste)

 

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO