Mato Grosso, 02 de Dezembro de 2021
Mato Grosso
Vigilância registra caso de leishmaniose em cachorro no bairro Pioneiro
31.10.2013
17:06
FONTE: ExpressoMT/Celso Ferreira Nery

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

Um cachorro pertencente a uma família residente no bairro Pioneiro, em Lucas do Rio Verde, teve que ser sacrificado após constatação da Vigilância Sanitária que estava infectado por leishmaniose. A medida teve que ser tomada para evitar que pessoas do convívio com o animal fossem infectadas pela doença.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitário, médico veterinário Cleber Fernando, a detecção da doença no animal aconteceu após trabalho de levantamento de informações sobre zoonoses. Segundo explicou, mensalmente são coletadas amostras de animais para identificação de focos de doenças.

“A leishmaniose é uma zoonose. Se a pessoa contrair do mosquito ou do cachorro, corre sério risco de saúde. A pessoa pode desenvolver ulcera na pele, pode ser infectado pela visceral, que são ulceras nas vísceras. A pessoa pode chegar a óbito”, explica o coordenador da VISA em Lucas do Rio Verde.

Cleber Fernando informou que armadilhas estão sendo montadas para captura do vetor da doença, os flebotomíneos, pequenos insetos de cor amarelada e que pertencem à ordem Diptera, mesmo grupo das moscas, mosquitos, borrachudos e maruins.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO