Mato Grosso, 24 de Junho de 2017
Política
No Rio, Dilma pede que casas de programa federal não sejam vendidas
16.04.2014
09:24
FONTE: G1

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

A presidente Dilma Rousseff voltou a lembrar, nesta terça-feira (15), aos beneficiários do "Minha Casa, Minha Vida" que não vendam seus imóveis. Desta vez, a declaração foi feita justamente durante a entrega de 720 unidades habitacionais do condomínio residencial Vista Alegre, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio.

"Vocês não vendam não porque é ilegal. Durante 10 anos, casa subsidiada pelo dinheiro do povo brasileiro não pode ser vendida", disse Dilma.

Declaração semelhante já havia sido feita um dia antes, durante o programa semanal de rádio Café com a Presidenta. Na ocasião, ela disse que vai usar "todos os meios legais" para impedir a ação de criminosos contra famílias beneficiadas pelo programa.

A presidente afirmou ainda que toda compra feita desses proprietários originais, fictícia ou não, é ilegal. Dilma Rousseff explicou ainda como funciona o programa, que pode beneficiar famílias com renda de até R$ 5 mil mensais, e as condições de financiamento.

Déficit habitacional no Rio

Curiosamente, o pedido é feito ao mesmo tempo que centenas de pessoas se encontram em frente à sede da prefeitura peidndo inclusão em programas sociais. Elas foram retiradas de um prédio no Engenho Novo, Subúrbio do Rio, que foi reintegrado a Oi, dona do terreno.

As famílias foram retiradas do prédio na sexta-feira (11), em ação policial que acabou em confronto e atos de vandalismo no entorno do prédio.

O objetivo do cadastramento, diz a Prefeitura, é identificar as necessidades de cada família. Com a listagem, será determinado qual benefício cada morador irá receber. No domingo (13), houve uma conversa entre representantes da Prefeitura e lideranças dos ex-ocupantes, mas não foi estabelecido um acordo.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO