Mato Grosso, 31 de Outubro de 2020
Esportes
Na Bahia, Atlético-MG deve voltar a ter ataque titular; juntos, Keno e Savarino têm 100% em 10 jogos
16.10.2020
09:08
FONTE: Globo Esporte

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Na Bahia, Atlético-MG deve voltar a ter ataque titular; juntos, Keno e Savarino têm 100% em 10 jogos

    Keno e Savarino: os pontas titulares do Atlético-MG — Foto: Pedro Souza/Atlético-MG

Depois de três rodadas sem os selecionáveis, o Atlético-MG deve voltar a ter Junior Alonso, Alan Franco e Savarino na próxima segunda, às 20h (de Brasília), em Salvador, contra o Bahia, pela 17ª rodada do Brasileirão. A tendência é que os três retomem seus postos no time titular, e Sampaoli deve escalar aquilo que tem de melhor, inclusive uma formação ofensiva que é, até aqui, imbatível.

 

O ge analisou todas as escalações titulares do Atlético na "era Sampaoli" e identificou que, nos 10 jogos em que o time foi escalado com Savarino e Keno titulares, o Galo tem 100% de aproveitamento: 10 vitórias. Em todos os tropeços, pelo menos um deles não jogou (ou começou no banco).

 

Contra o América-MG (empate por 1 a 1, no Mineiro), o Galo tinha Savarino, mas não tinha Keno em campo. Contra o Botafogo (derrota por 2 a 1), Savarino começou no banco. O mesmo aconteceu contra o Inter (derrota por 1 a 0), quando o venezuelano substituiu o próprio Keno. Na derrota para o Santos (3 a 1), o contrário: Savarino entrou jogando, e Keno o substituiu. Na derrota para o Fortaleza (2 a 1) e no empate com o Fluminense, Keno não teve a companhia de Savarino, na seleção venezuelana.

 

Vitórias do Galo com Keno e Savarino titulares: Atlético 4 x 0 Patrocinense, Atlético 2 x 1 América, América 0 x 3 Atlético, Atlético 2 x 0 Ceará, Atlético 2 x 1 Tombense, Tombense 0 x 1 Atlético, Coritiba 0 x 1 Atlético, Atlético-GO 3 x 4 Atlético, Atlético 3 x 1 Grêmio e Atlético 4 x 1 Vasco.

 

Pode ser coincidência, mas pode não ser. Comentarista da Globo e do SporTV, Henrique Fernandes cita a eficiência da dupla no "um contra um" como elemento que justifica o ótimo aproveitamento do time com os dois em campo.

 

- Keno e Savarino oferecem eficiência ao time em um conceito muito importante que Sampaoli aplica: o desequilíbrio através do um contra um no lado de campo. Os times de Sampaoli congestionam a faixa central e trocam passes até que encontrem os pontas em boas condições, no mano a mano e com espaço, para resolverem na individualidade. Keno e Savarino são, de longe, os dois que oferecem melhor aproveitamento nesse um contra um, por isso o time é tão eficiente com ambos em campo.

 

Meio-campo "ideal" também invicto

Além da invencibilidade da dupla Keno e Savarino, outra combinação também tem 100% de aproveitamento no Galo: o meio-campo "ideal", formado por um primeiro volante (Jair ou Allan), Alan Franco e Nathan. Sempre que o time entrou em campo com essa trinca, saiu vencedor. Foram cinco triunfos: América 0 x 3 Atlético, Flamengo 0 x 1 Atlético, Atlético 3 x 2 Corinthians, Atlético 3 x 1 Grêmio e Atlético 4 x 1 Vasco.

 

Para Henrique Fernandes, essa formação de meio-campo é ideal em função das características individuais de cada um, que se completam.

 

- Acho que o diferencial desse trio de volantes é o que cada um, individualmente, oferece ao time, com suas características bem próprias. Franco é ótimo na pressão sobre a saída de bola adversária, na pressão pós-perda, com vigor enorme pra cobrir um espaço grande em campo, cada vez mais desenvolvendo a leitura para infiltrações pela direita. Nathan é um infiltrador nato, um meia técnico, com capacidade finalizadora, que tem entendido bem os espaços abertos por Sasha - disse.

 

- Jair/Allan, por fim, têm se alternado no trabalho de primeiro homem de meio, que é uma figura responsável pelo auxílio na saída de bola e equilíbrio defensivo. Hoje, vejo Jair até à frente de Allan, porque evoluiu em relação ao passe e ainda oferece mais força física, estatura e vigor para se descolar do meio eventualmente e ajudar na pressão mais alta sobre a saída adversária - completou.

 

Caso os três estrangeiros tenham condição de jogo e sejam escalados, o Atlético tem motivos para viajar a Salvador com muita confiança. Com a trinca titular no meio e com os pontas titulares na frente, ninguém parou o Galo neste Brasileirão. Uma vitória contra a equipe de Mano Menezes é essencial na briga pela liderança (e pelo título). O Atlético volta aos treinos na Cidade do Galo nesta sexta, treina no sábado e no domingo, quando viaja para a Bahia em busca dos três pontos.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO