Mato Grosso, 25 de Novembro de 2020
Política
Nilson Leitão destaca que resultado deve ser apertado e acredita na vitória
10.11.2020
13:45
FONTE: Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • nilson_campanha_3

Nilson Leitão (PSDB) comenta que mais uma pesquisa eleitoral mostra que as eleições suplementares ao Senado Federal será decidida voto a voto. Mais uma vez ele aparece em primeiro lugar empatado tecnicamente com mais dois adversários. “O resultado tende a ser apertado e, por isso, peço o seu voto no 456, ele fará a diferença na nossa vitória”, pediu Nilson Leitão aos eleitores que vão às urnas no dia 15 de novembro.

 

Conforme o levantamento do Instituto Percent, Coronel Fernanda (Patriota) aparece com 13,6% das intenções de votos na modalidade estimulada, seguido pelo procurador Mauro (PSOL), com 11,3%; Nilson Leitão (PSDB), com 11,1%. A margem de erro é de 2,83% com o intervalo de confiança é de 95%. A pesquisa foi feita com recursos do próprio instituto e está registrada no TSE com o número MT-03440/2020.

 

Em segundo lugar aparece Carlos Fávaro (PSD), com 10,8%, e Pedro Taques (Solidariedade), com 9%. Depois surge José Medeiros (Podemos) com 6%; Sargento Elizeu Nascimento (DC) com 4,6% e Valdir Barranco (PT), com 3,9%. Já Euclides Ribeiro (Avante) tem 1,8% das intenções de voto; Reinaldo Morais (PSC) aparece com 1,5%; e Feliciano Azuaga (Novo), com 1,2%. Votos nulos e brancos somam 5% e os indecisos 20,2%.

 

Na reta final da campanha, Leitão tem se concentrado em percorrer municípios do interior. Nesta terça-feira (10.11) ele está em Rondonópolis e deve ir ao Araguaia. Ele tem concedido entrevistas, participado de reuniões com setor produtivo, apoiadores, candidatos e eleitores.

 

 

“Sou ficha limpa, apóio o presidente Bolsonaro, fomos colegas de Congresso e trabalhos juntos em muitas pautas. Tenho experiência e sei como ajudar Mato Grosso. Estou pronto para assumir o cargo de senador. Tenho bom relacionamento com os ministros do governo e sei que podemos construir um estado menos desigual, contemplando todas as regiões para que o desenvolvimento seja por inteiro”, destacou.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO