Mato Grosso, 15 de Junho de 2021
Política
Sistema Famato prestigia instalação da Frente Parlamentar da Agropecuária de MT
26.05.2021
09:23
FONTE: Ascom Famato

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Ascom Famato

    Foto: Ascom Famato

O Sistema Famato, representado pelo 2º vice-presidente e diretor executivo, Marcos da Rosa, prestigiou nesta terça-feira (25) a instalação da Frente Parlamentar da Agropecuária de Mato Grosso (FPA-MT) da Assembleia Legislativa. O evento teve a presença de parlamentares, entidades do agronegócio e autoridades do governo estadual. O deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC) será o presidente da FPA-MT. O evento foi presencial e teve participações no formato virtual. Os presentes seguiram as orientações de prevenção à Covid-19, como o uso de máscaras e álcool em gel.

 

Do Sistema Famato também participaram o superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT), Francisco Olavo Pugliesi de Castro, conhecido como Chico da Paulicéia, e o superintendente do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), Daniel Latorraca.

 

Marcos da Rosa destacou a importância da frente para o setor que produz alimentos em Mato Grosso. “Para nós é importantíssima a criação de uma Frente Parlamentar que represente o setor. A FPA-MT deve ser uma das mais atuantes, com um grupo de parlamentares que dialogue diretamente com o setor produtivo rural, abrangendo todas as cadeias produtivas”, afirmou Marcos da Rosa.

 

Para o superintendente do Senar-MT, Chico da Paulicéia, a sociedade também ganha com as pautas que contribuem com a produção de alimento. “Quando a Frente Parlamentar atua em defesa da produção de alimentos reflete na economia, na geração de emprego e renda e, consequentemente, no desenvolvimento do estado”, pontuou.

 

O presidente da FPA-MT, Xuxu Dal Molin, anunciou que a Frente deve utilizar como fonte oficial os dados da produção agropecuária de Mato Grosso, os relatórios, estudos e estatísticas do Imea, ligado ao Sistema Famato.

 

 

O deputado estadual, Dilmar Dal Bosco (DEM), sugeriu que o Imea faça um estudo para identificar as características agropecuárias de cada região do estado. “Que o Imea possa ser o grande articulador para fomentar as cadeias produtivas do estado. O Imea tem confiabilidade de dados que podem perfeitamente subsidiar os trabalhos da FPA-MT”, assegurou Dilmar Dal Bosco.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO