Mato Grosso, 02 de Março de 2024
Política

Vereadores criticam número de novos policiais designados para Lucas e aprovam Moção por aumento de efetivo

16.12.2023
15:49
FONTE: Herbert de Souza | Assessoria de Comunicação

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Ascom Câmara LRV | Rayan Nicácio

    Foto: Ascom Câmara LRV | Rayan Nicácio

A Câmara de Vereadores aprovou, hoje, em sessão extraordinária, uma moção de apelo ao governador do Estado, Mauro Mendes, para que envie mais policiais para Lucas do Rio Verde. Esta semana, a Polícia Civil divulgou que o município receberá apenas quatro novos investigadores, número considerado baixo pelos parlamentares. Nenhum novo escrivão ou delegado foi designado.

 

O vereador Marcos Paulista apresentou um quadro de municípios com populações inferiores a Lucas e que receberão mais policiais. Ele citou Guarantã do Norte, por exemplo, que tem 31 mil habitantes e receberá 14 novos investigadores, dois escrivães e dois delegados. Matupá, com 20 mil habitantes, receberá seis investigadores e três escrivães.

 

Na região de Lucas do Rio Verde, outros municípios terão mais efetivo na Polícia Civil. Sorriso contará com oito novos investigadores e sete escrivães. Para Nova Mutum foram designados oito novos escrivães e mais três investigadores. Além de Paulista, os vereadores Wlad Mesquita e Márcio Albieri também endossaram críticas.

 

“Não supre nem a quantidade dos que se aposentaram”, afirmou Albieri, que lembrou os recursos próprios do município que estão sendo investidos em segurança pública, o que é atribuição do governo do Estado. “Essa busca ela é permanente, pois estamos sempre precisando de mais efetivo. Essa moção vem mostrar que essa Câmara está implorando por mais policiais civis para atender a demanda do nosso município”, complementou Wlad.  

 

No documento, os oito parlamentares presentes na sessão extraordinária ressaltaram que Lucas está entre os maiores municípios de Mato Grosso e vem registrando aumento nos índices de criminalidade, combinado com perda de efetivo policial.

 

“Para atender a essa crescente demanda, a Câmara Municipal entende que é necessário o envio de reforço policial ao município, além dos agentes já designados pelo último concurso público, pois o número anunciado de policiais revela-se insuficiente para garantir a segurança da população”.

 

 

A moção pede ao governador que, com a máxima urgência, tome as medidas necessárias para providenciar o envio de um contingente policial adicional ao município. O pedido foi assinado por todos os parlamentares.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ENVIE SEU COMENTÁRIO