Mato Grosso, 12 de Agosto de 2022
Economia / Agronegócio
Alta nos custos de produção faz produtor rural buscar alternativas para proteger margem de lucro
04.08.2022
06:53
FONTE: Redação com Assessoria

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • Foto: Agência Brasil

    Foto: Agência Brasil

As variações constantes no preço das commodities como a soja, milho e boi, além da alta no custo da produção durante a pandemia da Covid-19, fizeram com que os agricultores e pecuaristas acendessem o sinal vermelho e fossem em busca de alternativas para diminuir os impactos na margem de lucro de suas propriedades rurais.

 

Para se ter uma ideia, o serviço de proteção de preços - conhecido no mercado como operações de hedge agrícola - cresceu cerca de 400% nesse período. 

 

Hedge agrícola é uma operação financeira onde o produtor rural busca defender o preço das suas commodities em um campo mercadológico com fortes mudanças de valores, tais como a agricultura, pecuária, trading, revenda de insumos e agroindústrias.

 

Esses setores, aliás, nos últimos tempos viram sua margem de lucro apertar e, portanto, são um dos principais beneficiados com essa ferramenta de proteção. 

 

Isso porque, as operações de hedge, ao oferecerem a previsibilidade dos valores de negociações, protegem tanto os produtores, quanto as indústrias.

 

Segundo o assessor de investimentos, Rafael Grings, neste período, a procura por esse tipo de atendimento aumentou em 400% na empresa em que ele trabalha. Ele destacou que os produtores rurais que têm esse amparo conseguiram fechar as contas no azul.

 

Ele esclarece que a proteção de preço beneficia os produtores ao segurar os impactos de uma eventual desvalorização, além de proteger compradores da alta nos custos de commodities, fator que se insere nas negociações das agroindústrias e trading. 

 

 

O produtor rural de Pontes e Lacerda, Rogério dos Santos, comenta que utiliza a segurança de hedge para ter maior controle sobre os valores, o que, consequentemente, o auxilia a ter maior rentabilidade.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO