Mato Grosso, 25 de Fevereiro de 2021
Nacional / Internacional
Fux abre Ano Judiciário com promessa de um STF 100% digital
02.02.2021
08:55
FONTE: Dayana Vítor - Brasília

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

  • bancoimagemfotoaudiencia_ap_459586

O Supremo Tribunal Federal (STF) retomou as atividades nesta segunda-feira (1º). O presidente da corte, ministro Luiz Fux, comandou a solenidade de abertura dos trabalhos do Ano Judiciário e garantiu que, neste ano, o STF será totalmente digital, seguindo o projeto já existente em mais de 900 cortes pelo país.

 

Outra possível novidade comentada por Fux é a possibilidade de ampliação do teletrabalho no Supremo e outras instâncias da Justiça brasileira.

 

Logo na abertura da sessão, o presidente do Supremo pediu um minuto de silêncio em homenagem às mais de 200 mil vítimas da covid-19 no Brasil.

 

Ele fez um balanço dos trabalhos da corte lembrando da diminuição dos processos no STF. Disse que, em 2016, existiam quase 58 mil itens esperando por julgamento e que, no ano passado, esse número caiu para 27 mil. Também ressaltou que foram julgados 128 recursos extraordinários.

 

O ministro garantiu que no primeiro semestre deste ano serão privilegiados temas relevantes para a sociedade como a retomada da economia, a proteção das minorias e salvaguardas para cidadãos e imprensa.

 

Também estiveram presentes o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, e o procurador-geral da República, Augusto Aras, que, em seus discursos, lembraram da pandemia da covid-19 no país. O representante da OAB homenageou os profissionais da saúde e pediu vacinas para todos os brasileiros.

 

Já Aras garantiu que o Ministério Público da União está atuando de perto para diminuir, especialmente, os problemas na gestão do aumento de casos da covid-19 no Amazonas.

 

 

O presidente Jair Bolsonaro, o ministro da Justiça, André Mendonça e outras autoridades também estiveram presentes na sessão.

IMPRIMA ESSA NOTÍCIA ENVIE PARA UM AMIGO

NOTÍCIAS RELACIONADAS
ENVIE SEU COMENTÁRIO